Loading...
LETRA

Na estrada da vida de um homem errante nao existe flores beirando caminho e nem poderia seguir entre flores quem em sua vida só plantou espinhou é nesse martilho que hoje eu vivo sigo tropessando na estrada da vida e uma ramagem cheia de espinho cobriu minha estrada cercou meu caminho
agora estou em um beco sem saida.

Hoje eu cheguei numa incruzilhada nao sei o caminho que devo seguir por nenhum caminho tem algum destino para quem caminha sem ter onde ir se vou pela esquerda se vou a direita nao tem diferença pra mim tanto faz quem esta seguindo o rumo do nada nao é necessario escolher estrada pode ir em frente ou voltar pra tras.

Sou um morto vivo sem rumo na vida que nao tendo lar pelo mundo vaga servindo de exemplo ao velho ditado o faz na terra na terra se paga se a lei da vida age com justiça e manda o castigo quando a gente erra entao mande a morte a um vagabundo um pobre infeliz que vive no mundo só fazendo peso em cima da terra.