Loading...
LETRA

Primeiro bar, o sorriso ainda tava na cara
Segundo bar, você até flertou com alguém
Terceiro bar, 'cê já tava de cara amarrada
Do quarto boteco pra frente, 'cê não tava mais bem

Será que 'cê não percebeu que a culpa não é do ambiente
E nem de quantas 'cê já bebeu?
Tá se iludindo aí
O que você realmente quer
nenhum garçom do mundo vai te servir (Nenhum)

Vai derramando água salgada dos olhos
Vai descontando sua raiva de mim nesse copo
E cada balcão que escolhe, vê que não esquеceu
Sua boca pede mais uma е o seu coração pede eu
Vai derramando água salgada dos olhos
Vai descontando sua raiva de mim nesse copo
E cada balcão que escolhe, vê que não esqueceu
Sua boca pede mais uma e o seu coração pede eu
Pede eu, pede eu

Será que 'cê não percebeu que a culpa não é do ambiente
E nem de quantas 'cê já bebeu?
Tá se iludindo aí
O que você realmente quer
nenhum garçom do mundo vai te servir

Vai derramando água salgada dos olhos
Vai descontando sua raiva de mim nesse copo
E cada balcão que escolhe, vê que não esqueceu
Sua boca pede mais uma e o seu coração pede eu
Vai derramando água salgada dos olhos
Vai descontando sua raiva de mim nesse copo
E cada balcão que escolhe, vê que não esqueceu
Sua boca pede mais uma e o seu coração pede eu
Pede eu, pede eu

E cada balcão que escolhe, vê que não esqueceu
Sua boca pede mais uma e o seu coração pede eu
Pede eu