Loading...
LETRA

Fagulhas, pontas de agulhas
Brilham estrelas de São João
Babados, xotes e xaxados
Seguram as pontas meu coração

Bombas na guerra-magia
Ninguem matava, ninguem morria
Nas trincheiras da alegria
O que explodia era o amor

Ardia aquela fogueira que me esquenta
A vida inteira eterna é a noite
Sempre a primeira
Festa do Interior