Loading...
LETRA

Sou um cara simples, cidadão do mundo
Mas feito de um aço que derrete ao te ver
Sou ave migrante na direção do sul
Eu vivo a poesia, a teoria de Raul
E com pincéis de Michelangelo eu pintei você
Você... pra mim!

O amor é cura e veneno que eu insisto em provar
O sexo é a fonte dos desejos proibidos por Alá
Mas, ao pecado sempre cabe a humanidade do perdão
Deus te fez parte de mim como fez Eva de Adão
Você é o lado indecifrável do meu coração
Do meu... coração!

O Amor só rima com a dor
Quando não é de verdade
E com você toda saudade
Se desintegra, vira pó
Então fica e nunca me deixe só
Nunca me deixe só
Eu já não vivo sem você

Não diga que a canção está perdida
Porque tudo pode ser bem melhor do que já foi
Pra renascer você de novo em minha vida
Eu hoje vivo o ontem, esperando o depois
A solidão pra nós não é saída
Porque enquanto houver chuva
Flores nascem no quintal
E quando o amor se aninha assim dentro do peito
É arma Perigosa, atração letal