Loading...
LETRA

Minha mulher diz que eu vou pro boteco
Bebo até encher o caneco
Chego dando uns peteleco
Gritando e quebrando os trecos
Chamo o galo de marreco

É mentira dela...

Diz que eu levanto no meio da madrugada
Vou no quarto da empregada
Atormento a coitada
Que acorda atordoada
E sai correndo assustada

É mentira dela...

Diz que eu fico o dia inteiro no terreiro
Esperando a vizinha quando entra no banheiro
E se acaso ela demora eu entro em desespero

É mentira dela...

Diz que eu posso estar no maior alto astral
E se aparece um emprego começo a passar mal
É mentira
É mentira dela

Mentira...
Que eu vou pro buteco
Bebo até enche o caneco
E chego dando uns peteleco

Mentira...
Que eu levanto no meio da madrugada
Vou no quarto da empregada

Mentira...
Que eu fico o dia inteiro no terrero
Esperando a vizinha quando entra no banheiro...