Loading...
LETRA

Numa festa de rodeio sorridente estava eu
Quando dois olhos me olharam, coração estremeceu
Paixão à primeira vista foi o que aconteceu
Mas a Deusa dos meus sonhos que com olhar me envolveu
Era de um outro mundo, bem diferente do meu
Morava na capital, que por amor afinal
Num apartamento central hoje vive ela e eu
Vivendo sem alegria vou morrendo todo dia
Pra acabar com essa agonia, cidade grande adeus

Vou, sentir o cheiro das flores e do mato, ver animais
correndo pelo pasto
Cidade grande me bateu demais
Vou descer a fonte pra matar a sede
contando estrela, adormecer na rede
Na companhia de silêncio e paz

Ela é da sociedade, eu sou sertanejo nato
Dentro de um terno de linho tem um caipira do mato
Não gosto de estrogonofe, gosto de feijão no prato
Na verdade aqui eu sou um rato com medo do gato
Me sinto um jeca tatu, de um tal Monteiro Lobato
Viver longe desse lugar o meu amor vai tentar
E se ela se acostumar, vai se o maior barato
Aqui eu vivo inquieto, vou mudar o meu projeto
Dessa selva de concreto, eu não quero nem retrato


Vou, sentir o cheiro das flores e do mato, ver animais
correndo pelo pasto
Cidade grande me bateu demais
Vou, descer a fonte pra matar a sede
contando estrela, adormecer na rede
Na companhia de silêncio e paz