Loading...
LETRA

Me temo que si
Se trata de ti
Voy a repetir
El mismo error de ayer
Y como es natural
Suele suceder
Y no hay ciego peor
Que el que no quiere ver

Heme aquí vencida
Casi convencida que intentarlo es inútil
Y digo yo, qué pasa conmigo
Mi peor castigo
Es que adonde vayas
Sabes sabes que voy yo

Oh, oh, ooh, oh
Nunca me acuerdo de olvidarte
Oh, oh, ooh, oh
Nunca aprendí como dejarte ir
Mi mundo gira así, alrededor de ti
Solo me acuerdo de una parte
Oh, oh, ooh, oh
Oh, oh, ooh, oh
Que no me acuerdo de olvidarte

Y no me acuerdo de olvidarte

Salto del tren
Caigo en tu red
Y vuelvo a pisar la piedra que pisé
Y mi corazón, se vuelve a partir
Que no hay sordo peor
Que el que no quiere oír

Estoy aquí vencida
Y casi convencida que no hay nadie mas idiota
Aquí que yo
Muero por tu boca en la boca mía
Y lo intento todo todo todo y no

Oh, oh, ooh, oh
Nunca me acuerdo de olvidarte
Oh, oh, ooh, oh
Nunca aprendí como dejarte ir
Mi mundo gira así, alrededor de ti
Solo me acuerdo de una parte
Oh, oh, ooh, oh
Oh, oh, ooh, oh
Que no me acuerdo de olvidarte

Podría mentir
Matar o morir
Incluso algo mucho peor
Forzar el destino
Perder el camino
Con tal de no perder tu amor
Y todos me dicen que no desperdicie
Que el tiempo les da la razón
Ya llegará el día
Que habrá otro en mi vida
Que me quiera más y mejor

Oh, oh, ooh, oh
Nunca me acuerdo de olvidarte
Oh, oh, ooh, oh
Nunca aprendí como dejarte ir
Mi mundo gira así, alrededor de ti
Solo me acuerdo de una parte
Oh, oh, ooh, oh
Que no me acuerdo de olvidarte

Oh, oh, ooh, oh
Mi mundo gira así, alrededor de ti
Solo me acuerdo de una parte
Oh, oh, ooh, oh
Oh, oh, ooh, oh
Y no me acuerdo de olvidarte

TRADUÇÃO

[Nunca me lembro de te esquecer]]

Eu temo que se
Se trata de você
Vou repetir
Os mesmos erros de ontem
E como é natural
Costuma acontecer
E não há cego pior
Que aquele que não quer ver

Estou aqui me dando por vencida
Quase convencida que tentar é inútil
E me pergunto, o que há de errado comigo
Meu pior castigo
É que ainda que se você vai embora
Você sabe, sabe quem vai embora sou eu

Oh, oh, ooh, oh
Nunca me lembro de te esquecer
Oh, oh, ooh, oh
Nunca aprendi como deixar você partir
Meu mundo gira assim, ao seu redor
Só me lembro de uma parte
Oh, oh, ooh, oh
Oh, oh, ooh, oh
E não me lembro de te esquecer

E não me lembro de te esquecer

Desço do trem
Caio na sua rede
E volto a pisar na pedra que pisei
E meu coração volta a se partir
E não há surdo pior
Que aquele que não quer ouvir

Estou aqui me dando por vencida
E quase convencida que não há ninguém mais idiota
Por isso, eu
Morro pela sua boca na minha boca
E eu tento de tudo, tudo, tudo e não

Oh, oh, ooh, oh
Nunca me lembro de te esquecer
Oh, oh, ooh, oh
Nunca aprendi como deixar você partir
Meu mundo gira assim, ao seu redor
Só me lembro de uma parte
Oh, oh, ooh, oh
Oh, oh, ooh, oh
E não me lembro de te esquecer

Poderia mentir
Matar ou morrer
Inclusive algo muito pior
Forçar o destino
Perder o caminho
Com o intuito de não perder o seu amor
E todos me dizem para que eu não desperdice
Porque o tempo lhes dá a razão
Vai chegar o dia
Que haverá outro na minha vida
Que me ame mais e melhor

Oh, oh, ooh, oh
Nunca me lembro de te esquecer
Oh, oh, ooh, oh
Nunca aprendi como deixar você partir
Meu mundo gira assim, ao seu redor
Só me lembro de uma parte
Oh, oh, ooh, oh
E não me lembro de te esquecer

Oh, oh, ooh, oh
Meu mundo gira assim, ao seu redor
Só me lembro de uma parte
Oh, oh, ooh, oh
Oh, oh, ooh, oh
E não me lembro de te esquecer