Loading...
LETRA

Abre a porteira que eu quero entrar
Cidade grande me faz chorar
Aqui não tenho o que eu tenho lá

Trovador no fim da tarde dedilhando a viola
Passarinhos gorjeando anunciando o luar
E o fogão à lenha pra mãezinha cozinhar
(E o fogão à lenha pra mãezinha cozinhar)

Abre a porteira que eu quero entrar
Cidade grande me faz chorar
Aqui não tenho o que eu tenho lá

Trovador no fim da tarde dedilhando a viola
Passarinhos gorjeando anunciando o luar
E o fogão à lenha pra mãezinha cozinhar
(E o fogão à lenha pra mãezinha cozinhar)

De manhãzinha quando o galo canta
A gente se levanta e começa a trabalhar
Tira leite da vaquinha vendo o sol raiar
E vai cuidar da roça pra poder vingar
(E vai cuidar da roça pra poder vingar)

Abre a porteira que eu quero entrar
Cidade grande me faz chorar
Aqui não tenho o que eu tenho lá

Trovador no fim da tarde dedilhando a viola
Passarinhos gorjeando anunciando o luar
E o fogão à lenha pra mãezinha cozinhar
(E o fogão à lenha pra mãezinha cozinhar)

Olha a boiada na beira da estrada
Olha a vaquejada e a poeira levantar
Tudo isso dá saudade se começo a recordar
E a tristeza no meu peito só me faz chorar
(E a tristeza no meu peito só me faz chorar)

Abre a porteira que eu quero entrar
(Cidade grande me faz chorar)
Aqui não tenho o que eu tenho lá
(Cidade grande me faz chorar)

Abre a porteira que eu quero voltar
(Cidade grande me faz chorar)
Aqui não tenho o que eu tenho lá