Loading...
LETRA

Vento que sopra constante nesta noite fria
Leve para bem distante meu grito de dor
Retire do meu peito triste esta agonia
Não deixe nesta madrugada eu morrer de amor

Te peço, vento mensageiro que transmita a ela
A dor que sem piedade está me torturando
Leve a força da saudade até sua janela
E diga que a ausência dela está me matando

Às vezes enxergo miragens pela noite adentro
E ouço vozes perdidas murmurar constante
E penso que é a resposta que me traz o vento
Falando do meu grande amor que está distante

Te peço, vento mensageiro que transmita a ela
A dor que sem piedade está me torturando
Leve a força da saudade até sua janela
E diga que a ausência dela está me matando