Loading...
LETRA

Chega a madrugada e eu pensando nela,
Bate o desespero de saudade dela,
Entre um gole e outro, acendo um cigarro,
Meu Deus como é triste viver separado,
Ando pela casa de um lado pro outro,
Sinto o seu perfume me deixando louco,
Numa peça de roupa jogada num canto,
Com saudade dela, me afogo em meu pranto.

E nessa hora bate um desespero,
O sonho lindo, vira um pesadelo,
Já não tenho mais no meu coração,
A mulher que amo...
Meu Deus como é triste a dor da solidão,
Machuca demais meu pobre coração,
Se ela não voltar, eu juro pra mim mesmo,
Morro de paixão..

(Eita trem)

Chega a madrugada, eu pensando nela,
Bate o desespero de saudade dela,
Entre um gole e outro, acendo um cigarro,
Meu Deus como é triste viver separado,
Ando pela casa de um lado pro outro,
Sinto o seu perfume me deixando louco,
Numa peça de roupa jogada num canto,
Com saudade dela, me afogo em meu pranto.

E nessa hora bate um desespero,
O sonho lindo, vira um pesadelo,
Já não tenho mais no meu coração,
A mulher que amo...
Meu Deus como é triste a dor da solidão,
Machuca demais meu pobre coração,
Se ela não voltar, juro pra mim mesmo,
Morro de paixão...

E nessa hora bate um desespero,
O sonho lindo, vira um pesadelo,
Já não tenho mais no meu coração,
A mulher que amo...
Meu Deus como é triste a dor da solidão,
Machuca demais meu pobre coração,
Se ela não voltar, juro pra mim mesmo,
Morro de paixão...

Se ela não voltar, eu juro pra mim mesmo,
Morro de paixão..