Loading...
RENATO TEIXEIRA & SÉRGIO REIS

SAUDADE DANADA (PART. CHICO TEIXEIRA)

RENATO TEIXEIRA & SÉRGIO REIS

LETRA

Caminhando na poeira da estrada
Tocando a boiada que eu ia vender
Ao ouvir o berrante na frente senti de repente
Não sei bem o que

A malvada saudade chegou
E meu peito esmagou
E eu só pude falar
Tomem conta da minha boiada
Não quero mais nada preciso votlar

Eita saudade danada
Tô cansado de sofrer
Eita morena malvada
Tô doidinho pra te ver
Eu tô doidinho pra te ver
Que eu tô doidinho pra te ver
Eu tô doidinho pra te ver
Eu tô doidinho pra te ver

Caminhando na poeira da estrada
Tocando a boiada que eu ia vender
Ao ouvir o berrante na frente senti de repente
Não sei bem o que

A malvada saudade chegou
E meu peito esmagou
E eu só pude falar
Tomem conta da minha boiada
Não quero mais nada preciso votlar

Eita saudade danada
Tô cansado de sofrer
Eita morena malvada
Tô doidinho pra te ver
Eu tô doidinho pra te ver
ÔÔ
Que eu tô doidinho pra te ver
Eu tô doidinho pra te ver
Ôô
Eu tô doidinho pra te ver