Loading...
LETRA

E o pior de tudo
Quando a gente se encontrar
Eu tenho que fingir que tá tudo bem

E que o sorriso que eu trago
De verdade é de mentira
Eu não tô nada bem
Eu não tô nada bem

Além de tudo meu "primaço"
Acabou o que eu faço

Pra testar minha paciência
Tá fechada a conveniência

O que que eu vou fazer
Quando encontrar você

Tô na sua porta mas não vou entrar
Preciso de um conhaque

Que é pra ter coragem de te encarar
E aguentar o baque

Coração não é feito de aço
E o vazio da sua ausência

Tá ocupando muito espaço