Loading...
LETRA

Nadando em dinheiro, nos mares da vida
Procurando um porto para me ancorar
Mas sempre encontro uma onda perdida
Que me devolve aos braços do mar
O porto é o sonho da felicidade
Que minha riqueza não pode comprar
O mar que eu enfrento de angústia e saudade
É um grande amor que deixei naufragar

De que vale a vida, que adianta o ouro
Se a felicidade, é o maior tesouro
O amor é tudo, que a gente quer
Pois dinheiro não compra
O coração de uma mulher

A minha mansão é uma jazida
Meu peito é um cofre cheio de amargura
Que traz a cratera da cruel ferida
Da forte paixão que me leva à loucura
Uma cruz de ouro carrego no peito
Cantando a seresta, funeral de amor
Nas pedras de prata, tropeço chorando
Sofrendo torturas de um mundo de dor