Loading...
LETRA

Um sujeito forte e bem trajado
Metido a conquistador
Chegou numa cidadezinha
Humilde do interior

Com o seu carrão de luxo
Em frente um hotel encostou
Foi dizendo para a atendente
Quero um quarto e um banho quente
O cardápio sou eu quem dou

A mocinha atendeu prontamente
E lhe disse, já está ao seu dispor
Suba a escada e siga em frente
Vá até o fim do corredor

Nosso hotel é muito simples
Nós não temos elevador
Diga então o que quer pra comer
Vou pedir pra mamãe fazer
O cardápio para o senhor

Ele então respondeu pra mocinha
Escute o que eu vou lhe dizer
Vou jantar em um restaurante
Meu cardápio aqui hoje é você

Vou chegar lá pras onze horas
E você vai me prometer
Sobre a cama estará me esperando
Vou passar a noite delirando
Delirando de muito prazer

O que ele nunca esperava
Que era a filha do delegado
Minha filha aceite o convite
Disse o velho num modo educado

O doutor ficou atrás da porta
O conquistador foi algemado
Lá na cela com os outros detentos
O galã passou por maus momentos
E viu seu cardápio trocado