Loading...
LETRA

Moro lá na encosta da serra
Num trecho de terra que tanto sonhei
Com a família vivo sossegado
Voltei pro estado que um dia deixei
Sofri muito na cidade grande
Trabalhei bastante e não descansei
Eu lutei com fé e amor
Meus filhos ajudou e meu sítio eu comprei

Pra viver nesse paraíso pouco eu preciso
Pois tem tudo aqui
Minha tulha está amarrotada da safra passada
Que eu não vendi
Um corguinho que vem da grotinha
As águas clarinhas, se vê os lambaris
Pego as varas e o meu embornal
Vou pro corgo pescar e lá me distrair

Quando a lua surge lá na mata
O brilho cor de prata clareia o espigão
Travo a rede no esteio do rancho
Enquanto descanso faço uma oração
Pego a viola encosto no peito
É momento perfeito pra inspiração
Sinto Deus bem pertinho de mim
Sou feliz assim, aqui no meu sertão

No som lindo da cachoeira
Que cai da pedreira no fundo da grota
Água limpa e sem poluição
Fiz uma irrigação que vai até a horta
Ouço o moinho de pedra moendo
E o monjolo batendo faz eco na encosta
Se quiser o sítio conhecer
Recebo com prazer, não tem um que não gosta