Loading...
LETRA

Há mais de cinquenta anos
Que vivo aqui na cidade
Não é como eu sonhava
Convivo com a saudade
Recordando o meu passado
Volto no tempo a pensar
Minha linda juventude
Forte e cheio de saúde
Sinto o meu peito apertar

Já fui um bom laçador
No meio das invernadas
Fui tropeiro e fui peão
Comi poeira da estrada
Amansava burro xucro
Que os peões enjeitavam
No pelo daquele macho
Quebrava no barbicacho
No repasso já troteava

Eu trouxe as minhas tralhas
Guardei de recordação
Um cabresto bem trançado
Que eu mesmo fiz a mão
Tinha um freio niquelado
Cabeçada de argolão
E na cela pendurado
Um peitoral prateado
Que enfeitava o meu burrão

Morando aqui na cidade
Vou tentando acostumar
Mesmo com a idade avançada
Eu tenho que trabalhar
Um rádio é meu companheiro
Que às vezes me consola
Seu moço, eu falo a verdade
Eu mato minha saudade
Ouvindo modas de viola