Loading...
LETRA

Não tem dinheiro que pague
O cheiro de chuva na terra
O aroma do café torrado logo de manhã
O gosto do queijo curado
Do leite tirado na hora

Eu tinha tudo que amava e só dei conta agora
Até da poeira da estrada eu sinto saudade
O verde da mata traz felicidade
É triste o cinza da poluição
Meu coração não bate em selva de pedra
Meu coração é puro, caipira e não nega
Quero voltar mas não posso porque

Nessa cidade grande já criei raiz
O asfalto aqui não se compara
A estrada de terra que me fez feliz
Até da poeira da estrada eu sinto saudade
O verde da mata traz felicidade
É triste o cinza da poluição

Meu coração não bate em selva de pedra
Meu coração é puro, caipira e não nega
Quero voltar mas não posso porque
Nessa cidade grande já criei raiz
O asfalto aqui não se compara
A estrada de terra que me fez feliz

Meu coração não bate em selva de pedra
Meu coração é puro, caipira e não nega
Quero voltar mas não posso porque
Nessa cidade grande já criei raiz

O asfalto aqui não se compara
A estrada de terra que me fez feliz
O asfalto aqui não se compara
A estrada de terra que me fez feliz