Loading...
LETRA

Encontrei nos meus guardados outro dia
Uma fotografia, não sabia de quem era
Uma dançarina com trajes de renda e fita
Uma mulher muito bonita de umas vinte primaveras
Tinha no verso uma simples inscrição:
Filhinho do coração, a você com muito amor
Chamei meu pai e minha mãe pra perguntar
Já vi minha mãe chorar lágrimas tristes de dor
Meu pobre pai me abraçou a soluçar
Chorei muito ao escutar a história que me contou

Querido filho não fique apreensivo
Somos seus pais adotivos mas vivemos pra te amar
A sua mãe todas boates frequentava
Ela dançava, ela cantava pra poder te sustentar
Até que um dia de beber perdeu a voz
E entregou você pra nós, pois não pôde te criar
Hoje sozinha,ela vive em um asilo
Me perdoe querido filho, por isso agora te contar
No outro dia me levantei bem cedinho
Fui para o lar dos velhinhos a minha mãe visitar

E lá chegando o meu mundo foi ao chão
Mãezinha do coração não pôde me esperar
O céu chorou, sobre mim caiu seu pranto
Dalí fui pro campo santo,na sua campa rezar.