Loading...
LETRA

Mi tengo molto più di quel che perdo
Io lascio andare te ..
Non il ricordo!!

Mi tengo gli anni .. quelli dell'incanto
Verranno gli altri poi .. te li racconto
Perchè con te ho imparato che felici lo si è senza un miracolo
Con te guardare dalla stessa parte .. era già quello uno spettacolo

E poi ho capito che dorme di meno chi ama un po' di più
Mi tengo certi brividi alla schiena ..
Perchè fermarli non ne val la pena
Mi tengo pure una ferita aperta
Di aver ragione .. cosa me ne importa?

Perchè non c'è una colpa da cercare .. se non c'è nessun colpevole!
C'è solo un'altra strada da trovare
Non c'è il forte .. non il debole
Ma mentre tu dormivi .. io spiavo il cielo:
Vedevo stelle alzarsi sulle punte e buttarle su te

Fino a riempire la stanza della luce più bella che c'è
Fino a riempire la vita della luce più bella
Mi tengo le cose che hai detto alla porta ..
La fitta sul petto e i fiori di carta
Perchè non c'è una colpa .. c'è una fine

E in mezzo il bene che rimane
Mi tengo la tua rabbia .. se ti pare
La mia, ti giuro, l'ho lasciata andare!
Se siamo stati parte di uno sbaglio ..
A volte anche qualcosa di un po' meglio

TRADUÇÃO

[Eu Tenho ]

Eu tenho muito mais do que eu perco
Eu deixo você ir.....
Não a lembrança

Tenho aqueles anos...... aqueles de encanto
E outros que ainda virão, vou te contar
Com você aprendi que não precisa de um milagre para ser feliz
Olhar com você na mesma direção...já era espetacular

E então compreendi que dorme menos quem ama um pouco a mais
Tenho uns calafrios na minha espinha...
Mas pará-los não vale a pena
Tenho também uma ferida aberta
E ter razão... O que me importa?

Porque não temos que procurar o culpado, se ninguém tem culpa!
Tem só que encontrar um outro caminho
Não tem o forte, nem o fraco
Mas enquanto você dormia, eu olhava o céu,
E via estrelas subindo até o topo e caindo sobre você

Até encher a sala com a luz mais bela que existe
Até encher a vida com a luz mais bela
Tenho as coisas que disse na porta
A dor no peito e flores de papel
Porque não é culpa, é um fim

E no meio de tudo bom que sobrou
Tenho a tua raiva, se não lembra
A minha, eu juro, deixei ir embora
Se fazemos parte de um erro,
Talvez alguma coisa um pouco melhor