Loading...
LETRA

Marco se ha marchado para no volver
El tren de la mañana llega ya sin él
Es sólo un corazón con alma de metal
En esta niebla gris que envuelve la ciudad
Su banco está vacio, Marco sigue en mí
Le siento respirar pienso que sigue aquí
Ni la distancia enorme puede dividir
Dos corazones y un solo latir

Quizas si tú piensas en mí
Si a nadie tú quieres hablar
Si tú te escondes como yo
Si huyes de todo y si te vas
Pronto a la cama sin cenar
Si aprietas fuerte contra ti
La almohada y te echas a llorar
Si tú no sabes cuanto mal
Te hará la soledad...

Miro en mi diario tu fotografía
Con ojos de un muchacho un poco tímido
La aprieto contra el pecho y me parece que
Estás aquí entre inglés y matemáticas
Tu padre y sus consejos, que monotonía
Por causa del trabajo y otras tonterías
Te ha llevado lejos sin contar contigo
Y ha dicho un día lo comprenderás

Quizas si tú piensas en mí
Con los amigos deverás
Tratando sólo de olvidar
No es nada facil la verdad
En clases ya no puedo más
Y por las tardes es peor
No tengo ganas de estudiar
Por ti mi pensamiento va

Es imposible dividir así
La vida de los dos
Por eso espérame, cariño mío
Conserva la ilusión
La soledad entre los dos
Este silencio en mi interior
Esta inquietud a ver pasar así
La vida sin tu amor
Por eso espérame porque
Esto no puede suceder

Es imposible separar así
La historia de los dos
La soledad entre los dos
Este silencio en mi interior
Esa inquietud a ver pasar así
La vida sin tu amor
Por eso espérame porque
Esto no puede suceder
Es imposible separar así
La historia de los dos
La soledad...

TRADUÇÃO

[A Solidão]

Marco foi para sua casa para não voltar
O trem da manhã chega já sem ele
E só um coração com alma de bolhas
Nessa neblina cinza que envolve a cidade
Sua cadeira está vazia Marco está dentro de mim
Sinto ele respirar, penso que continua aqui,
Nem a distância enorme pode dividir
Dois corações e um só pulsar

Quem sabe você pense em mim
Se com ninguém você quer falar
Se você se esconde como eu
Foge de tudo e se vai
Confinado no quarto, você não quer comer
Você abraça forte contra você
O travesseiro e se põe a chorar
Se você não sabe quanto mal
te fará a solidão

Olho em meu diário ... sua fotografia
Com olhos de um menino um pouco tímido
A aperto forte contra o peito e sinto que
Estás aqui entre as tarefas de Inglês e Matemática
Seu pai e seus conselhos... aquela monotonia
Por causa de seu trabalho e outras tolices
Te levou para longe sem falar com você
E te disse um dia me compreenderá

Quem sabe se você pensará em mim...
Se com os amigos você falará
Tratando apenas de esquecer
Mas não é fácil a verdade
Na escola já não posso mais
E as tardes são piores
Não tenho vontade de estudar
Por você meu pensamento vai...

É impossivel dividir assim
vida de nós dois
Por isso espere-me, meu carinho
Guarde a nossa ilusão
A solidão entre nós
Este silêncio em meu interior
Essa tranquilidade de ver passar assim
A vida sem teu amor
Por isso espere-me, porque
Isso não pode acontecer

É impossivel dividir assim
A história de nós dois
A solidão entre nós dois
Este silencio em meu interior
Essa tranquiledade de ver passar asim
A vida sem teu amor
Por isso esperame porque
Isto não pode suceder
É imposivel dividir assim
A história de nós dois
A solidão...