Loading...
LETRA

E ritorno da te nonostante il mio orgoglio
Io ritorno perché altra scelta non c'è
Ricordando i giorni a un'altra latitudine
Frequentando i posti dove ti vedrei
Recitando i gesti e le parole che ho perso
E ritorno da te dal silenzio che è in me

Tu dimmi se c'é ancora per me
Un'altra occasione, un'altra emozione
Se ancora sei tu, ancora di più
Un'altra canzone, fresca e nuova
Tu dimmi se ormai qualcosa di noi
C'è ancora dentro gli occhi tuoi
Oh no, gli occhi tuoi

E ritorno da te perché ancora ti voglio
E ritorno da te contro il vento che c'è
Io ritorno perché ho bisogno di te

Di respirare fuori da questa inquetudine
Di ritrovare mani forti su di me
E non sentirmi sempre così fragile

Tu dimmi solo se c'è ancora per me
Un'altra occasione, un'altra emozione
Dimmi se ancora sei tu, ancora di più
La nostra canzone che risuona
Tu dimmi se ormai qualcosa di noi
C'è ancora dentro gli occhi tuoi, oh no

Se ancora sei tu
Una canzone fresca e nuova
Tu dimmi se ormai qualcosa di noi
C'è ancora dentro gli occhi tuoi
Oh no, gli occhi tuoi

Dimmi solo se c'è
E ritorno da te

TRADUÇÃO

[E volto para você]
E eu volto para você apesar do meu orgulho
Volto porque outra escolha não há
Recordando os dias numa outra latitude
Frequentando os lugares onde veria você
Recitando os gestos e palavras que perdi
E eu volto para você, do silêncio que há em mim

Diga-me se há, ainda para mim
Uma outra ocasião, uma outra emoção
Se você ainda é, ainda mais
Uma outra canção, fresca e nova
Diga-me se, agora, algo de nós
Ainda existe dentro dos seus olhos
Oh não, dos seus olhos

E eu volto para você, porque ainda quero você
E eu volto para você, contra o vento que há,
Volto porque preciso de você

De respirar fora desta inquietude
De reencontrar mãos fortes sobre mim
E de não sentir-me sempre tão frágil

Diga-me se há, ainda para mim
Uma outra ocasião, uma outra emoção
Diga-me se você ainda é, ainda mais
A nossa canção que ressoa
Diga-me se, agora, algo de nós
Ainda existe dentro dos seus olhos, oh não

Se você ainda é,
Uma canção fresca e nova
Diga-me se, agora, algo de nós
Ainda existe dentro dos seus olhos
Oh não, dos seus olhos

Diga-me apenas se há,
E volto para você