Loading...
LETRA

On a warm summer's evenin',
On a train bound for nowhere
I met up with the gambler.
We were both too tired to sleep.
So we took turns a-starin'
Out the window at the darkness.
When boredom overtook us,
He began to speak.

He said, "Son, I've made a life
Out of readin' people's faces.
Knowin' what the cards were
By the way they held their eyes.
So if you don't mind my sayin',
I can see you're out of aces,
For a taste of your whiskey,
I'll give you some advice."

So I handed him my bottle,
nd he drank down my last swallow.
Then he bummed a cigarette
And asked me for a light.
And the night got deathly quiet,
And his faced lost all expression.
He said, "If
You're gonna play the game, boy,
You gotta learn to play it right."

You've got to know
When to hold 'em,
Know when to fold 'em
Know when to walk away,
Know when to run.
You never count your money
When you're sittin' at the table.
There'll be time enough for countin'
When the dealer's done.

Now every gambler knows
The secret to survivin'
Is knowin' what to throw away
And knowin' what to keep.
'Cause every hand's a winner
And every hand's a loser
And the best that you can hope for
Is to die in your sleep."

And when he finished speakin',
He turned back toward the window,
Crushed out his cigarette
And faded off to sleep.
And somewhere in the darkness,
The gambler he broke even.
And in his final words I found
An ace that I could keep.

You've got to know
When to hold 'em,
Know when to fold 'em
Know when to walk away,
Know when to run.
You never count your money
When you're sittin' at the table.
There'll be time enough for countin'
When the dealer's done.

You've got to know
When to hold 'em,
Know when to fold 'em
Know when to walk away,
Know when to run.
You never count your money
When you're sittin' at the table.
There'll be time enough for countin'
When the dealer's done.

TRADUÇÃO

[O Jogador]

Em uma noite quente de verão
Num trem para lugar nenhum
Eu conheci um jogador
Nós dois estávamos cansados demais para dormir
Então nós nos viramos para encarar
A escuridão do lado de fora da janela
Quando o tédio nos ultrapassou
Ele começou a falar

Ele disse, "Filho, eu passei a vida
lendo rostos de pessoas
Aprendendo onde as cartas estavam
Aliás, elas refletiam em seus olhos
Então, se você não se importa com o que eu digo
Eu posso ver que você não é um perito
Por um gole do seu Whisky
Eu lhe darei alguns conselhos"

Então eu lhe entreguei minha garrafa,
E ele bebeu meu último gole.
Então ele pegou um cigarro
E me pediu fogo
E a noite ficou mortalmente silenciosa
E o seu rosto perdeu toda a expressão.
Ele disse, "Se
você quiser jogar o jogo, garoto,
Você tem que aprender a jogar direito."

Você tem que saber
Quando segura-las
Saber quando dobrá-las
Saber quando sair
Saber quando fugir.
Nunca conte o seu dinheiro
Quando você estiver sentado na mesa.
Haverá tempo suficiente para contar
Quando a negociação tiver terminado.

Agora todo jogador sabe
O segredo para sobreviver
Se sabe o que jogar fora
E se sabe o que manter.
Por que toda mão é ganhadora
E toda mão é perdedora
E o melhor que você pode esperar
É morrer enquanto dorme."

E quando ele acabou de falar,
Ele se voltou de frente para a janela,
Apagou o cigarro
E caiu no sono.
E em algum lugar da escuridão,
O jogador se quebrou
E nas suas palavras finais eu encontrei
Um ás que poderia manter.

Você tem que saber
Quando segura-las
Saber quando dobrá-las
Saber quando sair
Saber quando fugir.
Nunca conte o seu dinheiro
Quando você estiver sentado na mesa.
Haverá tempo suficiente para contar
Quando a negociação tiver terminado.

Você tem que saber
Quando segura-las
Saber quando dobrá-las
Saber quando sair
Saber quando fugir.
Nunca conte o seu dinheiro
Quando você estiver sentado na mesa.
Haverá tempo suficiente para contar
Quando a negociação tiver terminado.