Loading...
LETRA

De onde é que vem
Essa tal de solidão
De que espaço, que planeta
Rasga o meu coração

De onde é que vem
Tanto amor descontrolado
Rasga o peito, para tudo
Sentimento detonado

É que às vezes, sem querer, me falta o chão
Eu não sei mais pra onde ir,
Eu tô de coração na mão

Nem mesmo o tempo é capaz de me curar
Sou prisioneiro da paixão,
Não sei se vou me libertar

Eu queria ter um disco voador
Pra ir pra longe, só que eu sou
Apenas mais um sonhador
Eu queria ter poder pra controlar
O sentimento, não chorar
Pra nunca mais sofrer de amor