Loading...
LETRA

La onde eu moro sou eu quem leva a vida
Se estou mentindo vai la pra confirmar
Levanto cedo vou a pe até o pasto
Trago as vacas pro curral pra ordenhar
Atrás do racho onde fica minha horta
Com regador eu comeco aguar
Dali eu tiro meus legumes sem veneno
La não tem quimica pra mi intoxicar

Saio da horta vou até o paiol de milho
E as galinhas começam a me acompanhar
Daí por diante a porcada já descobre
La no chiqueiro todos começa a roncar
Eu trato deles e preparo meu almoço
Jogo nas costas e começo a caminhar
Na frente vai o meu cachorro fiel
Vendo perigo volta pra me avisar

Chego na roça vou cuidar da plantaçao
Com minha inchada eu começo a capinar
So largo dela quando o sol vai descambando
Ai eu volto pro rancho pra descançar
Tomo meu banho e sento la no terreiro
Olho pro céu apreciando o luar
Pego minha viola e canto moda sertaneja
Que em muitas radios não escuto mais tocar

Vivo intertido não vejo tempo passando
So vou dormir ao cozinhar meu feijao
Eu devo a deus por me dar muita saude
E trabalhando que eu ganho o meu pao
Cultivo a terra que me da essa fartura
Adoro muito mexer nela com a mão
E um paraiso no lugar aonde eu moro
Tenho mais vida vivendo no meu sertao