Loading...
LETRA

Un soldado a casa hoy regreso
Y un niño enfermo se curo
Y hoy no hay trabajo en el bosque entre la lluvia

Un desamparado se salvo
por causa de una buena acción
Y hoy nadie lo repudia, aleluya

Aleluya. Aleluya. Aleluya. Aleluya
.
Un ateo que consiguió creer,
Y un hambriento hoy tiene de comer,
Y hoy donaron a una iglesia una fortuna

Que la guerra pronto se acabara,
Que en el mundo al fin reinara la paz
Que no habrá miseria alguna, aleluya

Aleluya. Aleluya. Aleluya. Aleluya

Porque la norma sea el amor
Y no gobierne la corrupción
Sino lo bueno y lo mejor del alma pura

Porque Dios nos proteja de un mal final
Porque un día podamos escarmentar
Porque acaben con tanta furia aleluya

Aleluya. Aleluya. Aleluya. Aleluya. Aleluya

TRADUÇÃO

[Aleluia]

Um soldado para casa hoje regressou
E um menino doente se curou. (curou-se)
E hoje não há trabalho no bosque sob a chuva

Um desamparado se salvou
Por causa de uma boa ação
E hoje ninguém o despreza, aleluia!

Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia

Um ateu que conseguiu crer,
E um faminto hoje tem o que comer,
E hoje doaram a uma Igreja uma fortuna

Pois a guerra logo se acabará
e no mundo enfim reinará a paz
E não haverá miséria alguma, aleluia!

Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia

Que a norma seja o amor
E não governe a corrupção
Mas o bom e o melhor da alma pura

Que Deus nos proteja de um triste fim
e um dia possamos nos redimir
Que acabem com tanta fúria, aleluia!

Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia