Loading...
LETRA

Eu, tô naquele processo demorado
Recentemente largado, chora e bebe
Eu, tô numa mesa de plástico
E pra caber mais cerveja o copo é de garrafa pet
Eu, já tô no vermelhinho de bateria
Eu ligando, ela desliga, que agonia
Meu, amigo é um cachorro caramelo
Tá mordendo meu chinelo
Eu falo para, ele não para
Igual a lágrima descendo na minha cara

Ô saudade véia da desgrama
Por que que a gente ama quem não ama
Uns dando tapa na mesa, outros levando na cama
Ô saudade véia da desgrama
Porquê que a gente ama quem não ama
Uns dando tapa na mesa, outros levando na cama