Loading...
LETRA

A saudade é uma carência
Que no peito a gente tem
Ela nasce da ausência
De quem a gente quer bem
Quem sente amor de verdade
Sente saudade de alguém
Quem nunca sentiu saudade
Só amou com falsidade
Não teve amor em ninguém

Desde quando eu perdi
O amor da minha vida
Esquecer não teve jeito
A saudade no meu peito
Virou paixão recolhida

A saudade que eu sinto
Vai se tornando violenta
Meu peito é o recinto
Onde a saudade frequenta
A dor do amor desfeito
Na madrugada aumenta
Tão sozinho em meu leito
A saudade dói no peito
Meu coração não aguenta

a saudade e a lembrança
A mágoa e a solidão
Residem na vizinhança
Perto da desilusão
O desgosto e o castigo
Junto com a ingratidão
Construíram um abrigo
E moram junto comigo
Dentro do meu coração