Loading...
LETRA

Nunca vi ninguém morrer de amor
Mas bebendo como eu "tô"
O prejuízo vai ser grande
Põe a moda mais apaixonada do cd
E tira o celular da minha mão
Hoje eu bebo até amanhecer
Hoje eu sofro sem moderação

O som já "tá" tremendo a mesa
Derrubou minha cerveja
Copo virou caco, coração quebrado
Será que dá pra piorar?
Me arrependi de perguntar
Eu te vi num carro
Com o vidro embaçado
Azar de bêbado é dobrado