Loading...
LETRA

Viola pastora, minha professora
Fiel defensora de uma tradição
Viola muralha que trouxe a medalha
Do "Chapéu de Palha" da nossa canção

Viola cristã, minha anfitriã
Alcova e divã da inspiração
Viola batina que tanto fascina
Tu és a vitrine, retrata o sertão

Viola monarca, minha patriarca
Que veio na arca do velho Noé
Viola chancela, verde e amarela
Mantenho com ela a tradição de pé

Viola herança que estampa a lembrança
E revela a infância do meu dia à dia
Viola de prata seu leito retrata
Que veio da mata trazendo harmonia

Viola universo, esteio e progresso
Do grande sucesso das melodias
Viola essência que embala a inocência
Da sobrevivência da poesia

Viola monarca, minha patriarca
Que veio na arca do velho Noé
Viola chancela, verde e amarela
Mantenho com ela a tradição de pé

Viola bastão, elo da união
Da nossa canção, raiz dileta
Viola patroa que canta e entoa
Por música boa está sempre alerta

Viola brejeira que cheira à poeira
Tu és brasileira e também predileta
Viola astuta que vive na luta
Ensinando recruta e formando poeta

Viola monarca, minha patriarca
Que veio na arca do velho Noé
Viola chancela, verde e amarela
Mantenho com ela a tradição de pé