Loading...
LETRA

Eu tinha uma mulher
Que era um grude no meu pé
Arrogante, autoritária
Num deslize me pegou
Só ela é quem sabia
Mandona e fria
Me judiava, me algemou

Não podia fazer nada
Vivia em suas garras
Só era infeliz
Mas um dia de manhã
Chegou o pé de lã
E roubou ela de mim

E eu chorei
Chorei de alegria
É festa todo dia
É festa todo dia
ah! ah! ah!
Agora eu dou risada
Porque estou solto no meio da mulherada
Onde tiver festa e moda sertaneja
Pode ter a certeza
Que eu estou nessa parada
ah! ah! ah!
Agora eu dou risada
O pé de lã me tirou de uma enrascada
Enquanto ele amarga firme o jiló
Eu aqui vivendo só
No meio da mulherada