Loading...
LETRA

Numa casinha de palha não cabia solidão
Você era o que eu queria, você era a minha paixão
Te troquei pela cidade mas a saudade não sai do coração

Saudade de você morena, do afago das suas mãos
Semear o meu amor, pra colher seu coração
E te namorar de novo na beira de um ribeirão
De longe eu sinto o perfumo do seu beijo, minha flor
Vem deitar na minha rede, tenho sede do seu amor

A lua sempre aparecia pra enfeitar nosso quintal
E deixava mais bonito, seu sorriso de cristal
Clareava seu vestido estendido no varal
O seu olhar de vaga-lume vindo em minha direção
E eu fazia melodia nesse seu corpo de violão