Loading...
LETRA

These are the days of the open hand
They will not be the last
Look around now
These are the days of the beggars and the choosers

This is the year of the hungry man
Whose place is in the past
Hand in hand with ignorance
And legitimate excuses

The rich declare themselves poor
And most of us are not sure
If we have too much
But we'll take our chances
Because god's stopped keeping score
I guess somewhere along the way
He must have let us all out to play
Turned his back and all god's children
Crept out the back door

And it's hard to love, there's so much to hate
Hanging on to hope
When there is no hope to speak of
And the wounded skies above say it's much too late
Well maybe we should all be praying for time

These are the days of the empty hand
Oh you hold on to what you can
And charity is a coat you wear twice a year

This is the year of the guilty man
Your television takes a stand
And you find that what was over there
Is over here

So you scream from behind your door
Say "what's mine is mine and not yours"
I may have too much but I'll take my chances
Because god's stopped keeping score
And you cling to the things they sold you
Did you cover your eyes when they told you
That he can't come back
Because he has no children to come back for

It's hard to love, there's so much to hate...

TRADUÇÃO

[Orando por hora]

Estes são os dias da mão aberta
Eles não serão os últimos
Olhe ao redor agora
Esses são os dias de os mendigos e os optantes

Este é o ano do homem com fome
Cujo lugar é no passado
De mãos dadas com a ignorância
E legítimas desculpas

Os ricos declaram-se pobres
E a maioria de nós não tem certeza
Se temos muito
Mas vamos aproveitar as nossas chances
Porque deus parou de guardar os pontos
Acho que em algum lugar no meio do caminho
Ele deve ter nos deixado sair para jogar
Virou as costas, e todos filhos de deus
Arrastaram-se às porta dos fundos

E é difícil amar, há tanto para odiar
Aguardando a esperança
Quando não há esperança para falar
E os céus feridos acima dizem que é tarde demais
Bem, talvez todos nós devêssemos estar rezando por tempo

Estes são os dias da mão vazia
Oh você segura o que você pode
E a caridade é um casaco que você veste duas vezes por ano

Este é o ano do homem culpado
Sua televisão toma uma posição
E você descobre que o que estava ali
Está aqui

Assim você grita por de trás de sua porta
Diz "o que é meu é meu e não seu"
Eu posso ter muito, mas eu vou arriscar
Porque deus parou de guardar os pontos
E você se apega às coisas que eles te venderam
Você cobriu seus olhos quando eles lhe disseram
Que ele não pode voltar
Porque ele não tem filhos para voltar

É difícil amar, há muito para odiar...