Loading...
LETRA

Resolvi soltar o verbo
Hoje eu vou botar pra fora
Vou mostrar como eu enxergo
Nosso mundo de agora
Eu vou bater na canela
Mas vou defender a bola
Eu nunca fui radical
Mas pra combater o mal
Resolvi entrar de sola

Eu vejo o mundo moderno
Onde a natureza chora
Da lobeira ao pau de cerne
Da mangueira ao pé de amora
Eu vejo o fogo queimando
Mas tem gente que ignora
Movidos pela ambição
Vem transformando em carvão
Nossa fauna e nossa flora

Eu vejo o mundo seguindo
Pra um abismo sem igual
Pois o homem vem agindo
Na maior cara de pau
Vem caçando e perseguindo
Vem causando muito mal
Vem matando e consumindo
O que existe de mais lindo
Do nosso reino animal

Eu vejo o mundo mudando
Muita coisa acontecendo
O clima vai reclamando
E só o homem não tá vendo
Continua desmatando
E a floresta padecendo
Oh! meu Deus quanta tristeza
Nossas fontes de riqueza
Estão desaparecendo

O homem segue aprontando
Vem fazendo e desfazendo
O tempo vem esquentando
E vai acabar fervendo
Lá do céu Deus tá olhando
Com certeza tá prevendo
Que o homem vem espalhando
E vai acabar tomando
É do seu próprio veneno