Loading...
LETRA

Vou contar uma passagem na vida de dois irmãos
Que vivia discutindo a respeito religião
José que era o mais velho, tinha a sua devoção
Na hora de ele deitar fazia a sua oração

O seu irmão Dorvalino falava dando risada
Deixe de falar sozinho, isto não adianta nada
É melhor você ir dormir pra acordar de madrugada
Eu não vou perder o sono pra ouvir conversa fiada

Se você não acredita, não obrigo acreditar
Mas que existe outro mundo pra você quero provar
Se um dia eu morrer primeiro, minha alma se salvar
Vou fazer uma surpresa que você não vai gostar

Um dia José foi embora e pro seu irmão falou
Fique com esse relógio lembrança do nosso avô
E nunca mais se encontraram e os anos se passou
O relógio desmanchado na parede ali ficou

Certa noite Dorvalino acordou muito assustado
Ouvindo aquelas batidas devagar bem compassada
Contou doze badaladas, seu corpo ficou arrepiado
Meia-noite que marcava no seu relógio quebrado

Passou a noite nervoso com o que lhe aconteceu
No outro dia cedinho um telegrama recebeu
Abriu pra ver o que era, seu corpo estremeceu
Dizia que a meia-noite seu irmão José morreu