Loading...
LETRA

En attendant ses pas,
je mets la musique en sourdine, tout bas
Trop bête, on ne sait pas, s'il sonnait
Si je n'entendais pas cette fois
En attendant ses pas ce matin-là

Un soir? Un matin? Un hiver, une aube
Un printemps qu'il choisira
Rien, je n'en sais rien, je mets des lumières
Les nuits au bord des chemins

En attendant ses bras,
je peins des fleurs aux portes
Il aimera ça
En attendant le doux temps de ses bras

Et je prends soin de moi,
Rouge à mes lèvres, à mes joues
Pour qu'il ne voit pas
Quand trop pale parfois, ne surtout pas
Qu'il me surprenne comme ça

Il y a de l'eau fraîche et du vin
Je ne sais pas ce qu'il choisira
Je ne sais s'il est blond, s'il est brun
Je ne sais s'il est grand ou pas
Mais en entendant sa voix je saurai
Que tous ses mots, tous seront pour moi
En attendant le doux temps de ses bras

J'y pense tout le temps à cet instant,
Oh quand on se reconnaîtra
Je lui dirai c'était bien long, non,
Je ne lui dirai sûrement pas
En attendant ses pas, je vis,
Je rêve et je respire pour ça
En attendant juste un sens à tout ça

Un soir? Un matin? Un hiver, une aube
Un printemps qu'il choisira
Rien, je n'en sais rien, je mets des lumières
Les nuits au bord des chemins
En attendant ses bras,
Je peins des fleurs aux portes
Il aimera ça
En attendant juste un sens à tout ça,
à tout ça

TRADUÇÃO

[Aguardando seus passos]

Aguardando seus passos,
Coloco a musica bem baixinho, muito baixa
Boba demais, você nunca sabe, se ele tocou
Se eu não escutar desta vez?
Aguardando seus passos nessa manhã

Uma noite? Uma manhã? Um inverno, um amanhecer
Uma primavera que ele escolherá
Nada, eu não sei, eu coloco luzes
À noite ao longo das estradas

Aguardando seus braços,
Pinto flores na porta
Ele gostara disso
Aguardando o doce tempo dos seus braços

Eu cuido de mim
Pinto de vermelho os meus lábios, minhas bochechas
Então ele não vai perceber
Quando muito pálida, às vezes, especialmente
Mas não é sempre que ele me surpreende assim

Há água fresca e vinho
Eu não sei o que ele escolherá
Eu não sei se ele é loiro ou moreno
Eu não sei se ele é alto ou não
Mas ouvindo sua voz eu saberei
Todas as suas palavras, todas serão para mim
Esperando o doce tempo dos seus braços

Eu penso todo tempo nesse instante
Oh quando nos reconhecemos
Vou lhe dizer que demorou demais, não
Certamente eu não lhe direi nada
Aguardando seus passos, eu vivo,
Eu sonho, eu respiro pra isso
Esperando justamente um sentido a tudo isso

Uma noite? uma manhã? um inverno? um amanhercer?
Uma primavera que ele escolherá
Nada, eu não sei, eu coloco luzes
À noite ao longo das estradas
Aguardando seus braços
Pinto flores na porta
Ele gostara disso
Esperando justamente um sentido a tudo isso,
a tudo isso.