Loading...
LETRA

É um tal de zum zum zum, ''abeia'' me rodeando
Dizendo que é o king, dizendo que é o manta
Usa uns trajes de granfino, mas ''nois'' vocês não engana
Tô sabendo ''abeiada'', cês tá querendo é a fama

Zum zum zum
Tem muita ''abeia'' nesse lugar
Cismando que é caipira, compra botina invocada
Veste calça apertada
Querendo só se mostrar

Zum zum zum
É coisa que dói na alma
Rufia que eu corto a asa
Com ''nois'' o chicote estrala
''Abeia'' raleia, mas não acaba

Levanto de manhãzinha
Ajeito um café bem forte antes do galo cantar
Tô firme no pé do eito
Qualquer empreita eu aceito
Não sou de me acomodar

E no lombo do meu potro
Vou rasgando mato adentro
Avisto um bando trajado
É só chegar nos rodeio os ''abeia'' pula do cacho
Querendo pagar de macho

Zum zum zum
Tem muita ''abeia'' nesse lugar
Cismando que é caipira, compra botina invocada
Veste calça apertada
Querendo só se mostrar

Zum zum zum
É coisa que dói na alma
Rufia que eu corto a asa
Com ''nois'' o chicote estrala
''Abeia'' raleia, mas não acaba

E no lombo do meu potro
Vou rasgando mato adentro
Avisto um bando trajado
É só chegar nos rodeio os ''abeia'' pula do cacho
Querendo pagar de macho

Zum zum zum
Tem muita ''abeia'' nesse lugar
Cismando que é caipira, compra botina invocada
Veste calça apertada
Querendo só se mostrar

Zum zum zum
É coisa que dói na alma
Rufia que eu corto a asa
Com ''nois'' o chicote estrala
''Abeia'' raleia, mas não acaba

Zum zum zum
Tem muita ''abeia'' nesse lugar
Cismando que é caipira, compra botina invocada
Veste calça apertada
Querendo só se mostrar

Zum zum zum
É coisa que dói na alma
Rufia que eu corto a asa
Com ''nois'' o chicote estrala
''Abeia'' raleia, mas não acaba