Loading...
LETRA

A onde a bruta põe a bota
Abeia não bate asa
Comigo o sistema é bruto
O meu nó ninguém desata

A onde a bruta põe a bota
Abeia não bate asa
Eu quebro a feia nos versos
Pra não cortar na chibata

Com a bruta não têm frescura
Nem esse tar de não me toque
Mais se faltar com respeito
Leva coice não provoque

A bruta chega na festa
Logo chama atenção
Porque é diferenciada
Não aceite imitação

Abeia só bate asa
Coisa estranha nada vê
É um tal de zun zun zun
Querendo se aparecer

A onde a bruta põe a bota
Abeia não bate asa
Comigo o sistema é bruto
O meu nó ninguém desata

A onde a bruta põe a bota
Abeia não bate asa
Eu quebro a feia nos versos
Pra não cortar na chibata

Abeia tenta imitar
O jeito da bruta vestir
Corre na loja comprar
De tudo só pra se exibir

Fala que é sertaneja
Mas é pura enganação
É tudo conversa fiada
Não conhece a tradição

Eu sou caipira de fato
Eu não fujo da peneja
A onde eu cheguei andando
Nem voando abeia chega

A onde a bruta põe a bota
Abeia não bate asa
Comigo o sistema é bruto
O meu nó ninguém desata

A onde a bruta põe a bota
Abeia não bate asa
Eu quebro a feia nos versos
Pra não cortar na chibata