Loading...
LETRA

De Rondônia até São Paulo
Pediram meu disco novo
Meu pagode de viola
Já tá na boca do povo

Viajo o Brasil cantando
Vou pro sul e vou pro norte
Sou violeiro cantador
E não canto por esporte

Acredito no trabalho
E também na minha sorte
Cantando aqui eu confesso
Na escalada pro sucesso
Caiu bem meu passaporte

De Rondônia até São Paulo
Pediram meu disco novo
Meu pagode de viola
Já tá na boca do povo

Cada dia tem seu santo
E cada santo tem seu dia
Pra matar toda a tristeza
Uso a espada da alegria

A linguagem do caipira
Isso tem sabedoria
Tem uma chave do baú
Na moita que tem jacu
Inhambu passa e não pia

De Rondônia até São Paulo
Pediram meu disco novo
Meu pagode de viola
Já tá na boca do povo

Aonde tem amor eu fico
Sem amor eu vou embora
No reduto da poesia
É onde o poeta mora

Eu não deixo pra depois
O que eu vou dizer agora
Minha voz sai da garganta
Com amor o povo canta
Sem amor o povo chora

De Rondônia até São Paulo
Pediram meu disco novo
Meu pagode de viola
Já tá na boca do povo