Loading...
LETRA

Vez em quando
Bate uma saudade maluca
Dói demais
Essa saudade machuca

Quando alguém
Que a gente ama vai embora
Não tem jeito
Sem querer a gente chora

Quem já sentiu uma paixão
Daquelas de pirar a cabeça
Que enlouquece, dita regras
E faz com que a gente obedeça

Quem já amou uma vez
Pra sempre está condenado
Pra levar esse vício na carne
E o coração tatuado

É um mal que não tem cura
É um tapa que derruba
A solidão apavora
Pecado que não tem perdão
Bobagens de um coração
Sem querer a gente chora

Quem já sentiu uma paixão
Daquelas de pirar a cabeça
Que enlouquece, dita regras
E faz com que a gente obedeça

Quem já amou uma vez
Pra sempre está condenado
Pra levar esse vício na carne
E o coração tatuado

É um mal que não tem cura
É um tapa que derruba
A solidão apavora
Pecado que não tem perdão
Bobagens de um coração
Sem querer a gente chora

É um mal que não tem cura
É um tapa que derruba
A solidão apavora
Pecado que não tem perdão
Bobagens de um coração
Sem querer a gente chora