Loading...
LETRA

Autor: César Rey
Título: Voz da razão



Dizem que o homem não deve chorar
Nem mesmo ficar curtindo solidão
Eu bem que tentei seguir este provérbio
E não dar ouvidos ao meu coração.
Mas confesso amigo que eu não resisti
Pois, a dor no peito me fez entender
Que um grande amor jamais se esquece
Quando menos se espera ele aparece
Toma conta da mente e de todo ser.


Refrão


Assim foi comigo quando eu perdi
A razão de todo este meu viver
Pensei resistir e não ir atrás
E mostrar a ela que eu era capaz
De conter a dor e de esquecer...
Porém, fracassei eu bem reconheço
Pois, falou mais alto a voz da razão
Este homem amigo, esqueceu o orgulho
Não tenho vergonha, grito e assumo
Que eu não sou nada, sem esta paixão.