Loading...
LETRA

Entre pobres mendigos carentes
Surgiu de repente levando uma cruz
Um velhinho de barbas compridas
Com as mãos feridas de nome Jesus
Que cuidava dos desamparados
Tratava os drogados e curavam os doentes
Dividia tudo que ganhava
Em seu rosto a bondade brilhava
Pelo irmão morreria contente.

Sua fama então se espalhava
O povo o julgava o Deus de verdade
E a fé foi se fortalecendo
O amor foi crescendo naquela cidade
O aleijado feliz já andava
O cego enxergava na sua presença
Nem o próprio Jesus entendia
O motivo de tanta alegria
E a cura de tantas doenças!

Um dia um jovem drogado
Por Jesus curado falou a chorar
Mestre, agora sei quem és.
Ajoelhado aos seus pés
Eu desejo ficar
Como é bonito o meu povo
Que horizonte novo, viestes trazer;
Operando milagres tão lindos
Entre nós seu amor dividindo
E ensinando meu povo a viver!

Meu amigo feliz de quem é
Praticante da fé
Responde Jesus
Pela fé a doença se cura
A cegueira escura
Encontra a luz
Meu amigo a verdade é esta
Cumprindo a promessa
Carrego esta cruz
Não sou cristo
Ouça bem o que eu digo
Sou apenas um pobre mendigo
Por acaso o meu nome é Jesus!
Não sou cristo
Ouça bem o que eu digo
Sou apenas um pobre mendigo
Por acaso meu nome é Jesus!!!