Loading...
LETRA

Abandonado em baixo de um pinheiro
Está o retrato de uma historia pra contar
De um carro velho todo arrebentado
Faz tanto tempo que ele parou de rodar
O carro velho pioneiro no transporte
Hoje não passa de um monte de madeira
Já corroída pelos anos de historia
Que conta triste um passado de vitória
De um carreiro e uma estrada boiadeira

É um carro velho. um velho boi
Uma saudade de um tempo que se foi
É uma estrada de terra e pó
É uma boiada um carro velho
Um carreiro só
Olhando o céu a desejar
Quem dera um dia ele voltasse a carrear
Ouvir de novo o gemido de um cocão
A ecoar pelas estradas do sertão
Carreiro velho tem o direito de sonhar

Declamado

Carreiro velho que outrora sorria
Hoje só sente agonia ao lembrar do seu passado
Observa com tristeza o carro de boi destruído
E com o coração partido, ele chora
Sem ao menos ser consolado.

O carro velho pioneiro no transporte...