Loading...
LETRA

Meu amigo caipira
Talvez não se lembre de mim
Na frondosa capital
Bem lá no meu hospital
Pra cuidar de sua saúde
Um dia me procurou
Falando de um jeito simples
Seu problema me contou
Pelo Jeito de Falar
Noite que era do interior
Com um modo educado
Em minha frente sentou
Me chamando de senhor

Eu fiquei admirado
Quando ele me falou
Da sua infância sofrida
Nem a escola frequentou
Sua mão tão calejada
Com um sorriso me mostrou
Esta é a nossa sociedade
Que de mim faz pouco caso
Porque sou um lavrador

Ouvindo estas palavras
Me senti envergonhado com esta realidade
Fiquei muito constrangido
Com esta situação
O que disse tem sentido
O amigo tem razão
Se que está muito distante
A igualdade social
O descaso com a saúde
Já nos dá um grande sinal
Que tem gente enriquecendo
Saqueando ou lesando
O tesouro nacional

Acredito amigo
Porque é um homem justo e de boa integridade
Sei que está aborrecido
Com tanta judiação
De ver seu povo sofrendo
Com esta corrupção
Vamos juntos a Brasília
Um doutor e um caipira
Pra pedir pra esta gente
Por um fim nesta folia
Que nos ouça com atenção
Porque a força de um país
Começa na educação