Loading...
LETRA

Voy de prisa
siempre en contra del reloj
todo lo que viví
nunca fue para mí
y aunque duele aceptarlo es así
tonterías nos separan a los dos
una historia sin fin
se vuelve a repetir
y es que se que soy parte de ti

por que después de tu amor
ya no hay nada
y reconozco el miedo en tu mirada
por que siempre caigo rendida
cuando tú me llamas
por que siempre a cada minuto
te vuelvo a extrañar
eres para mí
desde que te vi
no te dejo de pensar
y es que tengo tanto miedo
de volverte a amar

volvería a apostar por este amor
a perder la razón
eres tú la ilusión
que atrapa mi corazón

por que después de tu amor
ya no hay nada
y reconozco el miedo en tu mirada
por que siempre caigo rendida
cuando tú me llamas
por que siempre a cada minuto
te vuelvo a extrañar
eres para mí
desde que te vi
no te dejo de pensar
y es que tengo tanto miedo
de volverte a amar

por que después de tu amor
ya no hay nada
y reconozco el miedo en tu mirada
por que siempre caigo rendida
cuando tú me llamas
por que siempre a cada minuto
te vuelvo a extrañar
eres para mí
desde que te vi
no te dejo de pensar
y es que tengo tanto miedo
tengo tanto tanto miedo de volverte a amar

TRADUÇÃO

[Voltar a te amar]
Vou depressa
Sempre contra o tempo
Tudo o que vivi
Nunca foi para mim
E mesmo que o aceite é assim
Bobeiras nos separam
Uma história sem fim
Volta a se repetir
E sei que sou parte de você

Porque depois do seu amor
Já não há mais nada
E reconheço o medo nos seus olhos
Porque sempre acabo me rendendo
Quando você me chama
Porque sempre a cada minuto
Volto a te estranhar
Você é para mim
Desde que te vi
Não deixo de pensar em você
E tenho tanto medo
De voltar a te amar

Eu voltaria a apostar por esse amor
A peder a razão
Você é a ilusão
Que prende o meu coração

Porque depois do seu amor
Já não há mais nada
E reconheço o medo nos seus olhos
Porque sempre acabo me rendendo
Quando você me chama
Porque sempre a cada minuto
Volto a te estranhar
Você é para mim
Desde que te vi
Não deixo de pensar em você
E tenho tanto medo
De voltar a te amar

Porque depois do seu amor
Já não há mais nada
E reconheço o medo nos seus olhos
Porque sempre acabo me rendendo
Quando você me chama
Porque sempre a cada minuto
Volto a te estranhar
Você é para mim
Desde que te vi
Não deixo de pensar em você
E tenho tanto medo
De voltar a te amar