Loading...
LETRA

Quatro horas da manhã
Ainda estou aqui
No mesmo lugar que marcamos
Esperando por ti

A casa já está fechando
E pra onde é que eu vou?
Por que foi me dar este fora
Cadê meu amor?

Te busco na dose final em goles de incerteza
Escrevo seu nome no copo suado sobre a mesa
O sol já começa a surgir
Eu ainda me perco na esperança que você virá

Onde está você que amo tanto?
Não transforme o riso meu em pranto
Vem provar de novo o sabor de mim
Telefone toca e te chama
Você não atende aumenta o drama
Onde foi, com quem, existe outro enfim?

Tô que tô só o pó
Vem me fazer feliz
Mais uma vez só
Ainda estou aqui

Te busco na dose final em goles de incerteza
Escrevo seu nome no copo suado sobre a mesa
O sol já começa a surgir
Eu ainda me perco na esperança que você virá

Onde está você que amo tanto?
Não transforme o riso meu em pranto
Vem provar de novo o sabor de mim
Telefone toca e te chama
Você não atende aumenta o drama
Onde foi, com quem, existe outro enfim?

Tô que tô só o pó
Vem me fazer feliz
Mais uma vez só
Ainda estou aqui