Loading...
BIOGRAFIA

Dupla sertaneja. Cantores. Compositores.

Antônio Borges de Alvarenga, o Cacique - Monte Aprazível, SP - 25/3/1935

Roque Pereira Paiva, o Pajé - Bofete, SP - 22/8/1936 - São Paulo, SP - 5/3/1994

Os pais de Antônio e Roque eram agricultores. Não eram realmente índios embora possuíssem um distante parentesco com os caiapós de Rondonópolis. Ambos desenvolveram atividades artísticas anteriores à formação da dupla. Antônio Borges adotou, primeiramente, o nome de Peixoto e formou dupla com João Rodrigues, cujo pseudônimo era Peixinho. Peixoto e Peixinho gravaram pela gravadora Centenário um compacto duplo em que se destacava "Violeiro franco", de Cacique e Pajé. Em seguida, adotou o nome de Rei do Gado e formou dupla com Peão Campeiro. A nova dupla lançou um LP em 1970, pelo selo Califórnia. Naquele disco destacou-se "Arrependida", de Garcia e Zé Matão. Em seguida, Antônio Borges gravou com João Antônio um LP pela Fermata, em 1971. Pouco depois, mudou seu nome artístico para Ferreirinho e formou dupla com João Ferreira. Em 1977, reassumiu o nome artístico de Rei do Gado, juntou-se finalmente a Roque Pereira, que adotou o de Boiadeiro. Usando também o pseudônimo de Índios Caiapós, gravaram um LP pela Sonora. Em 1978, assumiram defininitivamente os nomes de Cacique e Pajé. Gravaram então um LP pela Chantecler. No mesmo ano, participaram juntamente com Sérgio Reis e a Orquestra de Violeiros de Osasco de show no Teatro Municipal de São Paulo promovido pela dupla Tomico e Tinoco. No LP de 1979, destacaram-se "Caçando e pescando", de Cacique e Tangará e "Deixa o índio em paz", de Cacique e Capitão Furtado. Durante os anos 1980 lançaram cinco LPs, com destaque para, entre outras, as seguintes músicas, "Viola no samba", de Rei do Mar e Cacique, "Cadê o gato?", da dupla e "As flores e os animais", de Paraíso e José Fortuna. Em 1985, ano em que lançaram seu oitavo LP, Pajé adoeceu e se afastou da dupla. Em 1989, a dupla voltou a gravar, indo até 1994, quando Pajé faleceu. Acompanhou-os, nos discos lançados entre 1984 e 1988, o violeiro José Pereira de Souza. Em 1995, José Pereira de Souza adotou o nome de Cachoeira e substituiu Pajé na dupla. A nova dupla gravou um LP pelo selo Disco de Ouro, com destaque para a música "Barreto não faz feio", de Cacique, Lourival dos Santos e João Macedo.